Compartilhar minha senha do banco: pode isso, produção?

Vocês estão é doidos? Pedindo minha senha do banco, aquela pessoal e intransferível? Só pode ser golpe!

Calma, calma. É verdade, sim, pedimos sua senha. Mas é apenas UMA das suas senhas da sua conta e que nos dá um acesso muito específico.

A Lai, nossa educadora financeira parceira, explica:

Os diferentes tipos de senhas

Como a Lai explicou, são duas, então. A senha eletrônica permite o acesso em modo leitura de seus saldos, extratos, investimentos, faturas, e etc. Ela não permite nenhum tipo de movimentação, e por isso é solicitada por algumas empresas – como a Rebel, por exemplo – para conferir dados dos clientes e garantir que não ocorra falsidade ideológica.

Já a senha de transação consegue realizar transações financeiras, como transferências, pagamentos e demais autorizações que envolva movimentação de dinheiro. Por esse motivo, é pessoal e intransferível. Ahhhh sim, essa sim!

As senhas de cartão de crédito ou débito, de quatro a seis dígitos, na maioria das vezes difere das outras senhas e tem a única finalidade de aprovar transações e compras através de cartões físicos ou online.

E esse processo de conexão com a conta é seguro mesmo?

Sim, e será cada vez mais comum devido ao Open Banking, a ser implementado no Brasil neste ano.

Entenda o que é open banking e o que muda com ele

O acesso à conta, além de ser feito em modo leitura, é todo criptografado, de modo que ninguém da Rebel tem acesso. É o nosso sistema se comunicando com o sistema do seu banco.

Além da segurança das suas informações e agilidade do processo, que não pede nenhum tipo de documento, nós podemos conferir que o titular da conta é a mesma pessoa que se cadastrou com a gente. Assim, evitamos fraudadores que tentem usar seu CPF para a análise e a conta deles para depósito do dinheiro. Já pensou a dor de cabeça? É outro dispositivo de segurança que temos (não o único).

Para entender um pouco mais sobre a senha eletrônica que é solicitada para consulta e verificação de informações, veja a seguir como cada um dos principais bancos do Brasil trabalha:

Santander: inicialmente senha eletrônica de 6 dígitos que, se estiver correta, fará com que nosso site abra um QR Code a ser lido pelo ID Santander, gerando um código de 8 números que deverá ser inserido no campo.
Itaú: senha eletrônica de 6 dígitos, mesma do aplicativo. Em contas muito antigas a senha tem 8 dígitos.
Bradesco: senha eletrônica de 4 dígitos e chave de segurança de 6 números.
Banco do Brasil: senha eletrônica de 8 dígitos.
Caixa: usuário Caixa (podem ser números e letras) e senha eletrônica de 6 a 8 dígitos.

Gostou do conteúdo? Conheceu os diferentes tipos de senhas e suas finalidades?  Curta e siga nossas redes sociais e conecte sua conta em nosso app pra ter acesso ao seu Rebel Score e, eventualmente, a produtos financeiros.

www.rebel.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *