Empreendedorismo corporativo: saiba mais sobre o que é e seus benefícios

By:

A visão do colaborador da empresa como apenas uma engrenagem da máquina já não é mais tão bem cultivada. Ficar em um cubículo, repetindo a mesma função todos os dias, não contribui tanto para o negócio quanto um profissional criativo e inovador. Dentro desse contexto, tem crescido cada vez mais o incentivo ao empreendedorismo corporativo em todo tipo de empresa.

Teoricamente, todo ambiente corporativo envolve alguma forma de empreendedorismo

Empreendedorismo corporativo: saiba mais sobre o que é e seus benefícios

Este termo pode parecer um pouco estranho à primeira vista. Teoricamente, todo ambiente corporativo envolve alguma forma de empreendedorismo. Porém isso não é exatamente o que esta prática representa. Se você quer entender melhor este conceito, sua aplicação e suas vantagens, então acompanhe!

O que é o empreendedorismo corporativo?

De forma bem simples, o empreendedorismo corporativo é um conjunto de ações e processos dentro do negócio que busca atingir o máximo de potencial da sua empresa. No entanto, esse investimento não parte apenas do dono e dos sócios, mas também do próprio colaborador em seu dia a dia de trabalho. Ele é uma peça fundamental nessa tendência.

A ideia principal aqui é que cada colaborador trate seu setor dentro do negócio como uma “miniempresa” que ele mesmo comanda. Isso significa que ele deve ter uma postura diferente, mais ativa, voltada para o melhor desempenho e para o crescimento de sua própria área. É uma mudança tanto na mentalidade de cada colaborador quanto na organização geral da empresa.

Como colocar em prática?

Considerando que o empreendedorismo corporativo envolve uma mudança tão subjetiva e individual, com seria possível promovê-la dentro do seu negócio? Bem, existem algumas condições para que o ambiente acomode esse tipo de atitude:

Incentivo por parte da empresa

Se tudo que você exige dos seus colaboradores é a repetição de tarefas e a manutenção de protocolos, dificilmente eles farão qualquer coisa além disso. Um empreendedor precisa correr alguns riscos e se planejar para o futuro, não pensar apenas nas suas tarefas do dia e depois ir para casa se desligar delas. Cabe a você mudar isso.

Se a cultura corporativa e a estrutura da sua empresa valorizam as atitudes empreendedoras, certamente você verá mais delas surgindo ao longo do tempo. Em primeiro lugar, profissionais com este perfil se sentirão mais atraídos pela sua empresa. Além disso, os pequenos incentivos e recompensas para estas atitudes vão ajudar a cultivar estas atitudes no médio e longo prazo.

Visão ampla sobre o negócio

Assim como você não poderia montar uma empresa sem conhecer o mercado onde pretende atuar, seria impossível para sua equipe promover o empreendedorismo corporativo sem uma visão ampla e abrangente da empresa. O negócio já é um ecossistema mais fechado, mas os setores individuais ainda precisam interagir para que seus investimentos gerem resultados.

Você pode contribuir com esse aspecto oferecendo materiais, cursos e palestras que expliquem como o negócio funciona, mas o mais importante sempre será dar espaço para que os colaboradores mais proativos busquem essa informação por conta própria. Algumas conversas com os outros colaboradores do negócio, por mais informais que sejam, podem oferecer bastante material para inovação no dia a dia.

Quais são as vantagens do empreendedorismo corporativo?

Obviamente, estes investimentos não são realizados sem um objetivo. Ao promover o empreendedorismo individual dos seus colaboradores dentro da empresa, você também trás diversos benefícios para o negócio como um todo. Veja aqui alguns exemplos:

Otimização de custos

Mais do que cortar despesas, uma empresa precisa maximizar a rentabilidade em relação ao que é investido atualmente. Afinal, se a ideia fosse apenas minimizar gastos, bastaria fechar o negócio e liquidar todos os bens. O que o negócio realmente precisa é uma boa relação entre custo e benefício, conseguindo boa lucratividade sem ter comprometer suas despesas regulares.

A presença de um colaborador empreendedor tem grande efeito nesse ponto. Esse perfil de profissional sempre busca formas mais eficientes de fazer seu trabalho, maximizando os próprios resultados dentro das limitações de orçamento. Da mesma forma, ele também está mais propenso a fazer propostas de investimento que gerem maior rentabilidade no médio e longo prazo.

Aumento na autoestima dos colaboradores

Você certamente conhece a história de pessoas que largaram trabalhos altamente lucrativos para buscar mais satisfação em outras áreas, mesmo que tenham uma renda menor depois. Isso acontece por que o ser humano não busca apenas sua sobrevivência, mas também um sentimento de satisfação que contribua com seu autovalor. E você pode oferecer isso dentro da empresa também.

O empreendedorismo corporativo pode ter um grande efeito no sentimento de autonomia e na autoestima de seus colaboradores. Com a liberdade necessária para promover mudanças relevantes dentro dos próprios setores, cada indivíduo pode atuar da forma que considera mais relevante para suas funções diárias. O resultado é mais autonomia e um senso de propósito dentro do negócio.

Maior produtividade

Naturalmente, ter controle sobre uma parte relevante do seu trabalho e da sua atuação pode contribuir bastante para a sua produtividade no dia a dia. Com mais autonomia e incentivos por parte da empresa, cada profissional tende a ser mais produtivo em sua área.

Porém, se você quiser maximizar este efeito, ainda terá que manter uma postura ativa diante dos seus colaboradores, orientando suas ações empreendedoras e provendo assistência quando necessário. E, claro, sempre lembrando que estas atitudes precisam beneficiar outros setores e o negócio como um todo.

Incentivo à inovação

Fazer “mais do mesmo” não é uma estratégia muito útil para quem busca crescer no mercado, especialmente aqueles que são mais concorridos e saturados. Disciplina é importante em qualquer área, mas a criatividade ainda é o seu melhor diferencial. E, com a implementação do empreendedorismo corporativo, essas ideias podem ser cultivadas mais facilmente.

Como o profissional empreendedor precisa ser ativo no desenvolvimento de sua área, ele também está em uma posição melhor para encontrar soluções inovadoras para problemas cotidianos. E, quem sabe, algumas delas podem ter um efeito muito acima do esperado, trazendo grande rentabilidade para o seu negócio ao longo do tempo.

Quais são as características de um empreendedor corporativo

Assim como na maioria das funções, existe um perfil ideal de empreendedor corporativo que você deve buscar e/ou incentivar. Enquanto você estiver selecionando candidatos ou criando novos métodos de capacitação para seus empreendedores, pense nas seguintes características:

Saber correr riscos

Toda mudança envolve risco, por menor que seja. E o empreendedorismo corporativo não é exceção a essa regra. Um bom empreendedor é aquele que sabe calcular os riscos para minimizar o possível impacto negativo de uma falha e fazer com que o benefício esperado compense todo o investimento e incerteza envolvidos.

Essas qualidades podem ser aprendidas com o tempo e a experiência. Isso significa, primeiramente, que você pode incluir a tomada de riscos como parte da capacitação de alguns de seus colaboradores. Dessa forma, eles estarão preparados para transformar o próprio setor um empreendimento de sucesso sem arriscar mais do que o necessário nem abrir mão de oportunidades.

Boas relações e comunicação interpessoal

Comunicação é a chave para o melhor desempenho na maioria das empresas. Quando um colaborador sabe transmitir a própria visão aos seus colegas de trabalho, há uma forte tendência que todos tenham um desempenho melhor ao longo do tempo, com menos erros de execução e mais sincronia entre diferentes ações.

Promover um bom relacionamento com e entre os demais colaboradores também é importante para a longevidade de um empreendimento, incluindo aquele do setor da empresa. Um time mais unido e que partilha um sentimento mútuo de confiança é sempre mais efetivo.

Espírito de inovação

Como já mencionamos, o empreendedorismo corporativo é baseado em inovações no dia a dia de trabalho, no espaço mais próximo possível dos processos operacionais. A empresa pode estimular esse tipo de comportamento em seus colaboradores, mas ao menos uma parte desse sentimento de inovação deve ser parte do próprio colaborador.

Quando uma equipe coloca seu foco nas inovações, ela começa a encontrar soluções inesperadas para problemas comuns, evitando que os pequenos inconvenientes do dia a dia de trabalho continuem atrapalhando seu desempenho. A combinação dos seus próprios investimentos nesta cultura empresarial, além da retenção de mais colaboradores com o perfil de empreendedor, logo vai gerar resultados para o seu negócio.

Posicionamento mais proativo

Ter que dizer aos seus colaboradores tudo que precisam fazer a cada minuto é, sem dúvida, um grande desperdício de energia e um incômodo para todas as partes envolvidas. Assim como você não quer ter que incomodar sua equipe a todo momento, eles não querem receber ordens toda hora também.

Com uma cultura mais empreendedora dentro da empresa, esse problema tende a ser mais facilmente resolvido, pois há um grande incentivo à proatividade dos colaboradores e dos gestores de equipe no dia a dia. Dessa forma, aqueles que administram as ações operacionais são pessoas diretamente ligadas à equipe. Em alguns casos, seu time pode ser tão autônomo que nem precisa de orientação alguma!

Agora que você entende o que é o empreendedorismo corporativo e suas vantagens para seu negócio, é hora de colocá-lo em prática! Se quiser continuar aprendendo mais sobre o tema, assine nossa newsletter e fique sempre bem informado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *