Empréstimo a juro zero para MEI: saiba o que é e como conseguir

By:

O empréstimo para microempreendedor individual (MEI) a juro zero foi resultado de uma parceria entre o Governo do Estado de São Paulo e o SEBRAE, para ajudá-lo a melhorar o negócio e continuar na disputa em meio a um mercado bastante competitivo.

O MEI foi criado pelo Governo Federal para que as pessoas que trabalham ilegalmente pudessem se regularizar em forma de pessoa jurídica. Dessa maneira, é possível obter benefícios da previdência social contribuindo mensalmente com este fundo e ainda inúmeras outras vantagens.

Veja mais detalhes dessa modalidade de empréstimo nos próximos tópicos deste artigo. Essa é mais uma forma de o Governo demonstrar que trabalhar legalmente é mais vantajoso do que ficar na informalidade.

O que é um empréstimo de juro zero para um microempreendedor individual?

Esse programa foi criado com o objetivo de acelerar o crescimento econômico, de forma que as pessoas que trabalham legalmente como microempreendedores possam ter uma linha de crédito a juro zero. Diante disso, eles poderão melhorar e investir na produção. Esse é um novo modelo para incentivar e mantê-los em um trabalho legalizado e ainda poderem contribuir com a economia do país.

Como funciona?

O programa oferece empréstimos que podem variar de R$ 1 mil a R$ 20 mil, sem precisar de avalista, carência de seis meses para começar a pagar e o parcelamento pode ser de até 36 vezes. Para obter essa grande vantagem, basta que o microempreendedor esteja devidamente registrado nessa modalidade empresarial e que tenha realizado o curso dentro do programa Super MEI. Este oferece cerca de 50 mil vagas para capacitação técnica no Estado de São Paulo (e tudo gratuitamente!).

Já são mais de 270 microempreendedores que foram beneficiados com o projeto e puderam expandir o negócio ou realizar melhorias em seu ambiente de trabalho. Os investimentos permitem aumentar as vendas e, consequentemente, obter maiores lucros.

O que pode ser financiado?

Essa facilidade de empréstimo pode transformar o sonho de aumentar o seu negócio em realidade

Para um melhor investimento do dinheiro fornecido pelo programa de empréstimo a juro zero, o SEBRAE auxilia os microempreendedores na elaboração do plano de negócio. Pode-se investir em produtos ou serviços, dependendo do ramo que a pessoa atua. Geralmente, o empréstimo é liberado para compras de máquinas, acessórios para veículos, motocicletas, ciclomotores, veículos utilitários, ferramentas para a execução do trabalho ou capital de giro para a expansão do negócio.

Como conseguir um empréstimo para MEI?

Para participar desta linha de crédito, primeiramente, o interessado deverá realizar o cadastro no site oficial do programa disponibilizado pelo SEBRAESP: http://jurozero.sebraesp.com.br. Após este procedimento, é necessário procurar um dos postos de atendimento do SEBRAESP que esteja mais próximo de você para que possa ser iniciado o planejamento do investimento.

Um consultor irá visitar o seu negócio e avaliar a real necessidade da solicitação e, se for aprovado, em pouco tempo, o crédito é liberado e você poderá usufruir do benefício dentro do plano que foi traçado.

É importante lembrar que as regras devem ser cumpridas fielmente pelo microempresário. São elas:

  • Ter concluído o curso disponibilizado pelo programa Super MEI
  • Apresentar os documentos do registro do MEI: cópias do cartão CNPJ, certificado da condição de MEI e última declaração anual (DASN SIMEI), se houver
  • Mostrar também os documentos pessoais do proprietário do MEI, tais como CPF, RG e comprovante de endereço
  • Elaborar o plano de negócio, para que seja feita uma análise e consulta de restrições cadastrais no CNPJ ou CPF
  • Por fim, o benefício de juro zero só é concedido se a parcela for paga até o vencimento. Se houver atraso, cobra-se multa de 2% sobre o valor e juros equivalentes à Taxa de Juros de Longo Prazo ao mês.

Geralmente, os empréstimos concedidos aos microempresários são necessários para o fortalecimento do negócio. Mas, antes de se obter qualquer empréstimo ou financiamento, é importante analisar a sua real necessidade. Então, faça um levantamento do que você pretende melhorar e a quantia em dinheiro necessária para realizar a obra.

Realize também as projeções de quanto poderá ganhar com o novo investimento, se conseguirá obter o retorno para pagar as parcelas e ainda ter uma certa lucratividade. É importante ressaltar que o dinheiro é para ser usado somente no empreendimento e não pode ser desviado para outros fins.

Agora que você já sabe mais sobre essa modalidade de empréstimo para pequenos investidores do Estado de São Paulo, ainda ficou alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Deixe sua opinião nos comentários. Ela é muito importante para nós!

Além disso, continue seguindo nossas publicações para saber mais curiosidades desse ramo.

Até a próxima!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *