close

Grana

Empréstimo ou financiamento: qual a diferença? E a melhor escolha?

janeiro de 2018


timer
Tempo aproximado
de leitura:
8 min



Muitas pessoas não sabem a diferença e como escolher entre um empréstimo ou um financiamento. Existem inúmeras possibilidades de se obter crédito, o que dificulta ainda mais a escolha e conhecimento do consumidor.

O crédito pode ser utilizado para diversas situações, como a compra de um bem, como uma casa, um apartamento, um carro, uma moto, ou para um investimento em um negócio, por exemplo.

Muitas vezes, quando um consumidor precisa de crédito, ele não sabe onde consegui-lo, como fazê-lo e qual é a melhor opção.

Conhecer as particularidades de um empréstimo ou de um financiamento pode clarear bastante as ideias e fazer com que o consumidor consiga tomar a melhor decisão no momento em que ele precisar contratar um serviço de crédito.

Ambos os serviços podem ser adquiridos através de bancos e instituições financeiras que normalmente são rigorosos no momento da liberação de crédito. As FinTechs de crédito normalmente são mais flexíveis e muito ágeis na aprovação e liberação do crédito.

Tanto um empréstimo quanto um financiamento só são concedidos após uma análise de crédito que avalia a probabilidade e capacidade do solicitante pagar todas as parcelas do serviço contratado, o que visa a diminuir a inadimplência.

Afinal de contas, qual a diferença entre empréstimo e financiamento?

É muito importante conhecer as diferenças entre um empréstimo e um financiamento antes de contratá-los.

Os serviços de empréstimo e de financiamento são baseados em um contrato entre um consumidor e uma instituição financeira, onde o solicitante recebe um valor no momento da contratação do serviço e se compromete a devolver a mesma quantia somada com os juros previamente combinados entre as partes.

Porém, a principal diferença entre ambos os serviços é que, no empréstimo, o requerente não precisa informar a finalidade do crédito, podendo este ser usado de qualquer maneira.

Já no financiamento, a quantia recebida precisa ter um destino específico, como a compra de um carro ou uma casa, por exemplo.

Por ter um objetivo definido, o financiamento apresenta riscos mais baixos para a instituição financeira, já que o bem ao qual o crédito foi destinado é em geral deixado como garantia de pagamento.

Por conta disso, os juros provenientes desse tipo de operação costumam ser bem mais baixos do que o de um empréstimo.

Já em um empréstimo, o consumidor não define como o crédito em questão será gasto, aumentando os riscos de quem o está concedendo. Com isso, os juros aumentam e o prazo para pagamento cai. Porém, a sua burocracia costuma ser menor que a de um financiamento.

Assim, fica claro entender que as principais características de um empréstimo são:

  • Não exigir motivos para a sua contratação;
  • A maioria das opções não pede um bem como garantia de pagamento;
  • Possui menos burocracia em sua contratação;
  • Os juros costumam ser mais altos para balancear a possibilidade de inadimplência.

E que as principais particularidades de um financiamento são:

  • O solicitante precisa dizer onde e como usará o crédito disponibilizado;
  • O bem que será adquirido se torna garantia de pagamento;
  • Os juros costumam ser menores;
  • O valor disponibilizado é entregue diretamente ao vendedor do bem adquirido.

Ou seja, empréstimos e financiamentos possuem vantagens e desvantagens e é dever do consumir decidir qual é o melhor caminho para alcançar o seu objetivo.

Quais as vantagens e cuidados com os empréstimos

Existem inúmeras vantagens de se realizar um empréstimo.

Cada instituição financeira possui suas próprias regras para realizar a concessão de um empréstimo. Porém, todas as suas principais características costumam ser mantidas, a fim de serem vantajosas para o solicitante.

Vantagens

Uma das principais vantagens de se realizar um empréstimo é conseguir negociar melhores taxas de juros se o pagamento acontecer em um curto espaço de tempo.

Além disso, quando um bem é deixado como garantia, como um imóvel ou uma joia, as taxas de juros também tendem a ser menores, já que dificilmente a instituição financeira terá algum tipo de prejuízo com esse tipo de operação.

O fluxo de pagamento das parcelas contratadas normalmente é adequado ao orçamento do solicitante, incluindo o recebimento de extras, como férias, por exemplo.

A data de vencimento das parcelas pode ser definida pelo requerente, que poderá defini-la como sendo a mesma data de recebimento de seus pagamentos, como o salário. Porém, a data escolhida para o primeiro mês será a mesma para todos os meses.

Empréstimos também possuem uma agilidade enorme durante a análise de crédito e a liberação do dinheiro na conta do solicitante.

Cuidados

Antes do fechamento de um contrato de empréstimo, o solicitante precisa prestar atenção a alguns pontos e tomar alguns cuidados, como pesquisar bastante antes de decidir contratar esse tipo de serviço em alguma instituição financeira. É fundamental que todas as condições sejam cuidadosamente pesadas e entendidas para que o consumidor não seja lesado.

Algumas pessoas que dizem poder agilizar qualquer tipo de empréstimo, o que costuma caracterizar golpes em que a pessoa fica sem o valor gasto pelo serviço da pessoa e sem o seu tão sonhado empréstimo.

É importante que o solicitante tenha em mente que seus dados precisam sempre estar protegidos.

Ou seja, é fundamental que qualquer dado seja concedido, como dados da conta corrente, apenas após a verificação sobre a legalidade e autorização da instituição financeira em questão junto ao Banco Central. Se o solicitante for aposentado, também se faz necessário conferir se o local é conveniado ao INSS.

Também é imprescindível que a leitura do contrato seja feita com bastante atenção, principalmente se o requerente tiver solicitado algum tipo de crédito rápido e fácil.

Faz-se necessário saber quais são as taxas cobradas pela instituição, a fim de saber se elas são abusivas ou, até mesmo, ilegais, como é o caso das taxas de depósito antecipado.

Quais as vantagens e cuidados com os financiamentos?

É muito importante conhecer as vantagens e cuidados de um financiamento antes de contratar esse serviço.

Realizar um financiamento pode trazer diversas vantagens ao consumir, mas também pode gerar algumas dores de cabeça.

Por isso, é essencial conhecer os seus pontos positivos e todos os cuidados que esse serviço envolve.

Vantagens

Uma das grandes vantagens da contratação de um financiamento são os juros mais baixos e a flexibilidade dos prazos que podem chegar, em alguns casos, a 30 anos, como na compra de um imóvel, por exemplo.

Além disso, por ter o bem que foi adquirido como garantia de pagamento, ele é um serviço de fácil obtenção, já que o risco de não receber os pagamentos por parte das instituições financeiras é muito baixo.

Normalmente um financiamento não é concedido através da análise de bons cadastros, mas sim da análise de risco de concessão de crédito.

Cuidados

É preciso prestar muita atenção no momento da assinatura do contrato de um financiamento para não ser enganado de alguma forma.

Além de ser imprescindível que uma pesquisa detalhada seja feita antes da decisão por alguma instituição financeira, a fim de conhecer as suas taxas de juros e prazos para pagamento.

Quando a contratação de um financiamento é feita, a fim de comprar um imóvel, é necessário que haja a contratação de um seguro e os valores das parcelas não podem ser maiores do que 30% da renda do consumidor.

Perigos

Existem alguns perigos na contratação de empréstimos ou financiamentos que podem ser evitados.

Contratar um serviço de crédito junto a uma instituição financeira, como um empréstimo ou um financiamento pode ser algo perigoso se alguns pontos não forem levados em consideração.

Muitas pessoas não gostam de pesquisar antes de contratar algum tipo de crédito, o que acaba apresentando resultados bastante negativos, como o pagamento de um valor total alto por conta de taxas de juros.

É imprescindível que todas as parcelas, sejam do empréstimo ou do financiamento, sejam pagas em dia, a fim de evitar a perda do bem em questão e de ficar com o nome sujo.

Então, é fundamental que o consumidor possua um planejamento financeiro muito bem detalhado, além de evitar contratar parcelas que prejudiquem o seu orçamento mensal por um longo período de tempo.

Então, qual a melhor escolha?

Escolher entre um empréstimo ou financiamento depende exclusivamente do perfil e necessidade do consumidor.

Escolher entre um empréstimo ou financiamento vai depender exclusivamente do perfil e da necessidade do consumidor ao contratar um desses serviços.

Um financiamento, como o de veículos ou imóveis, possui juros mais baixos por terem fácil acesso a fundos garantidos de recursos, o que é capaz de baratear as taxas oferecidas pelas instituições financeiras. Além disso, o rigor na liberação do dinheiro é grande e o bem adquirido é mantido como garantia de pagamento até que a última parcela seja paga.

Contudo, financiamentos possuem objetivos específicos, não podendo ser utilizados para outros propósitos.

Quando esse serviço é contratado para a compra de um veículo, este não pode ter sido fabricado há mais de dez anos. No caso de um imóvel, algumas instituições exigem que o solicitante seja o primeiro morador, a fim de conseguir juros menores.

Já os empréstimos são muito mais fáceis de ser obtidos e possuem juros bem mais altos e um menor espaço de tempo para que todas as parcelas sejam pagas. Porém, diferente dos financiamentos, deixam que o seu solicitante decida onde usar o crédito obtido junto a uma instituição financeira.

Os prazos de pagamento também diferem entre um empréstimo e um financiamento. Enquanto este possui prazos bem longos, como 60 meses para a compra de um carro e 30 anos para a de um imóvel, um empréstimo possui prazos muito mais curtos com uma média de 3 anos.

Quanto maior o prazo de pagamento, menores são as prestações e, consequentemente, mais fáceis de serem pagas.

Além disso, os valores disponibilizados para um empréstimo costumam ser menores que os de um financiamento.

Também é importante que o solicitante preste atenção nas taxas de juros, pois de nada adianta conseguir prazos longos se as taxas forem altas, por exemplo.

Por conta disso, esta precisa ser a principal informação que um requerente precisa buscar antes de decidir se ele vai optar por um empréstimo ou um financiamento.

As taxas de juros anuais para a aquisição de um veículo costumam ser por volta de 26% através de um financiamento, enquanto a média de juros para a contratação de um empréstimo como crédito consignado para servidores públicos ou pensionistas ronda os 27,5%.

Por exemplo, uma pessoa que decidir adquirir um automóvel no valor de R$20 mil em 36 meses precisa simular com muito cuidado a vantagem de pegar um empréstimo ou realizar um financiamento para pagar o carro.

Algumas empresas oferecem, para um mesmo perfil de consumidor, diversas opções de taxas de juros, prazos de pagamentos, entre outros. Quanto menor for o tempo de pagamento, menor será o valor das taxas de juros e do valor total a pagar.

Porém, quanto maior o prazo para pagamento, menor o valor de cada prestação, diminuindo a dívida mensal do solicitante.

Então, é imprescindível que o requerente confira todas as taxas de juros existentes e escolha a menor, levando em consideração o tempo total para pagamento de sua dívida e o seu planejamento financeiro.

Como funcionam os empréstimos da Rebel?

A Rebel é uma FinTech que oferece crédito pessoal online para pessoas físicas. Os empréstimos da Rebel podem ser uma excelente opção para você procurando por um processo rápido, conveniente e com preços justos. A Rebel se orgulha de oferecer um atendimento de qualidade com um processo 100% online e extremamente seguro.

Você já conhecia a diferença entre empréstimo e financiamento? Tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o assunto? Deixe seu comentário abaixo e continue acompanhando nossas publicações.



Leia mais

Grana
timer 8 min

Empréstimo consignado: o que é e como funciona?

janeiro de 2018
Grana
timer 10 min

15 dicas práticas e infalíveis para economizar dinheiro

março de 2018
Grana
timer 5 min

Parcelar a fatura do cartão: como funciona? Quais são as alternativas ao parcelamento?

março de 2018