close

Saúde & Sucesso

O guia contra o estresse pra enfrentar o coronavírus

abril de 2020


timer
Tempo aproximado
de leitura:
4 min



O avanço do COVID-19 tem afetado radicalmente a rotina de muita gente. O isolamento social, as novas dinâmicas de trabalho e o fantasma de uma nova crise econômica nos alimentam diariamente com doses nada homeopáticas de estresse.

E embora essas medidas sejam necessárias para evitar a expansão da pandemia, é preciso tomar cuidado com esse inimigo que é tão invisível como o coronavírus, mas igualmente perigoso.

Por que o estresse faz tanto mal?

A influência do estresse na saúde física e mental não é invenção, mimimi ou exagero. Seu impacto na nossa qualidade de vida é atestado por amplas pesquisas e estudos científicos. Hoje já se sabe que o cortisol, hormônio liberado quando estamos sob pressão ou em estado de alerta, é extremamente prejudicial quando presente em altas concentrações no nosso organismo.

Isso acontece porque, quando se vê sob forte estresse, nosso corpo direciona toda a energia para os sistemas essenciais à nossa sobrevivência imediata. E um dos sistemas que é interrompido é o de produção de células brancas — o nosso sistema imunológico. Por isso, quando estamos estressados, é comum que vírus, bactérias e fungos saiam do estado de remissão e passem a atacar nossas células. Não é por acaso que muitas patologias e doenças autoimunes costumam se manifestar após eventos estressantes, como a perda de emprego ou de um ente querido.

Veja 12 dicas para potencializar o sistema imunológico e driblar o coronavírus

E eventos estressantes não faltam em tempos de coronavírus. Por isso, neste momento de reclusão social, preocupações financeiras e bombardeio de notícias, é importante não apenas lavar bem as mãos e evitar aglomerações, mas também tentar manter os níveis de cortisol sob controle. Caso contrário, nosso corpo pode ficar ainda mais vulnerável à doença.

Cuide do estresse de olhos fechados

Outra das principais consequências do excesso de cortisol no organismo é a diminuição da produção de melatonina, um hormônio essencial para o sono. O cortisol e a melatonina são como inimigos, então, quando um está presente, a produção do outro é inibida. É por isso que pessoas muito estressadas costumam sofrer com insônia e sono intermitente. Faz todo o sentido, né?

E sabe aquela história de “relógio biológico”? Pois é, não é balela. Para uma boa qualidade de sono é importante dormir e acordar mais ou menos na mesma hora.

Para conseguir dormir com mais facilidade, diminua sua exposição à luz azul das telas de celulares, computadores e televisões. Essa luz inibe a produção do hormônio do sono e mantém seu cérebro em atividade, desregulando seu “relógio biológico”.

Curiosamente, o sol é um dos nossos maiores aliados na hora de dormir. Trinta minutinhos de exposição à luz solar por dia ajudam seu organismo a produzir vitamina D, um hormônio com uma função “antiestresse” capaz de impedir a produção de cortisol.

Alimentos que protegem o corpo e a mente

Pouca gente sabe, mas um dos fatores que mais afeta a nossa saúde mental, além do sono, é a alimentação. Enxaquecas, dores de cabeça e irritabilidade intestinal são muitas vezes causadas por uma má alimentação. Isso porque produtos ultraprocessados e industrializados, como salgadinhos, chocolates e snacks açucarados provocam ansiedade e respostas inflamatórias do organismo.

Os alimentos saudáveis, ricos em vitaminas e minerais, além de proteger o corpo e o cérebro de inflamações, também ajudam na produção de serotonina, o hormônio do-bem estar.

Por isso, se você anda tendo crises de choro, de ansiedade ou não consegue sair da cama pra trabalhar, comece a prestar atenção na sua alimentação. E não esqueça de procurar um psicólogo ou canais de escuta qualificada online para avaliar se a sua situação precisa de maiores cuidados. Depressão é assunto sério e precisa de atenção!

Organize o que está sob controle

Um ambiente caótico é inegavelmente uma fonte geradora de estresse. E uma mente igualmente caótica não costuma ajudar. Quando tentamos lidar com coisas demais ao mesmo tempo, desordenadamente, começamos a perder a noção do que é prioridade para nós e nos sentimos impotentes diante do acúmulo de tarefas.

Fazer uma faxina no nosso ambiente de trabalho e em nossos espaços de convivência com regularidade é um modo de organizarmos também a cabeça, afastando o que não é essencial e limpando nossos pensamentos negativos. É verdade!

Os monges tibetanos costumam limpar cada canto dos mosteiros por horas a fio, todos os dias, como forma de afastar a “sujeira” que se acumula na mente. Esse é um belo exemplo prático de meditação, muito útil neste momento de isolamento social, em que a relação com nossa casa e nossos espaços de convivência vem sendo alterada. Mãos à faxina!

Mantenha distância, mas também o contato

Os seres humanos são seres sociais, e nossa saúde física e mental está diretamente relacionada à qualidade das nossas relações. Estudos indicam que os idosos que contam com uma rede de proteção e amizades mais sólidas vivem mais do que aqueles que passam os dias em isolamento.

A sociabilidade está associada à vida, então neste momento em que estamos todos confinados, é importante encontrar maneiras de manter o contato com aqueles que amamos, como forma de imunizarmos nosso corpo e mantermos nossa saúde mental em dia.

Por isso, procure reservar um momento do seu dia para conversar com seu cônjuge, filhos, pais, avós, brincar com os seu pets e se reunir virtualmente com os amigos.

Também procure sempre se mostrar disponível para aqueles que estejam precisando de apoio para enfrentar esse momento. Essa pandemia tem afetado a vida das pessoas de maneiras diferentes, então mostrar-se presente e disposto a escutar pode fazer uma enorme diferença não apenas na vida das pessoas, mas também na sua.

Cuide das suas finanças para não pirar

Problemas financeiros impactam muito nossa saúde mental.  Em tempos de crise e incerteza, quando o dinheiro está curto e os empregos desaparecem, mergulhamos em um estado de nervos que muitas vezes nos paralisa.

Mas se você não está literalmente preso em uma cama de hospital respirando por aparelhos, você tem condições de reverter qualquer situação. Afinal, todo problema financeiro tem solução. Alguns demoram mais para resolver, outros menos. Mas o remédio para todos eles é um só: planejamento.

O planejamento, além de ajudar na elaboração de uma estratégia para resolver seus problemas financeiros, também possui um efeito terapêutico. Ao colocar as contas na ponta do lápis, você tira os problemas da sua cabeça e transfere para o papel. É uma forma de exorcizar o estresse do seu corpo, esvaziando seus níveis de cortisol e liberando espaço para que você tenha a clareza que precisa para encontrar soluções para a crise.

E se precisar de uma ajuda financeira para se livrar de dívidas caras ou manter seu negócio rodando, faça uma simulação de crédito com a Rebel. Pegar dinheiro emprestado não é vergonha pra ninguém!

Para ler mais conteúdos como este na palma das suas mãos, além de descobrir o “termômetro” da sua vida financeira, baixe nosso app! Disponível gratuitamente na Google Play para Androids e App Store para iOS.



Leia mais

Saúde & Sucesso
timer 2 min

Existem 3 tipos de vida. Qual a sua?

dezembro de 2019
Saúde & Sucesso
timer 3 min

Antes de contar calorias, leia isso

dezembro de 2019
Saúde & Sucesso
timer 2 min

Posso ficar doente ao não fazer exercício físico?

dezembro de 2019