Por que meu pedido de crédito foi negado?

By:

Ao ter seu pedido de crédito negado, você pode ficar tentando entender porque isso aconteceu. Alguns casos são bastante simples, devido ao envio de informações erradas, enquanto outros podem estar relacionados às regras que a instituição financeira adota.

Apesar disso, algumas exigências são comuns a todos os bancos, financeiras e fintechs. Se alguma dessas situações estiver acontecendo, você pode, sim, ter sua solicitação de crédito recusada, independentemente da instituição em que fizer a requisição.

Teve seu pedido de crédito negado? Saiba o porquê

A recusa no pedido de crédito pode ocorrer por algo relacionado ao seu CPF

Fonte da imagem: Pixabay(essa imagem veio faltando)

Entenda agora quais motivos podem levar você a ter o pedido de crédito negado:

Nome sujo

Estar com o nome sujo é um dos motivos pelos quais você pode ter a sua solicitação de crédito recusada. Isso significa que você tem alguma dívida pendente com outras instituições financeiras ou lojas e seu CPF está na lista dos que são considerados “maus pagadores”.

Nem sempre é o motivo principal da recusa. Algumas empresas aceitam fornecer crédito para quem não está com o nome limpo.

De qualquer forma, se você tem alguma pendência e sabe que está com o nome na Serasa ou no SPC, procure resolver essa dívida o quanto antes. Assim, quando fizer nova requisição, tem mais chances de conseguir aprovação de empréstimos, cartões de crédito e até aumento de limites e melhores taxas.

Dados incorretos

Você tem mantido seus dados atualizados e passou tudo corretamente para o banco? Qualquer erro, mesmo que mínimo, pode estar relacionado à recusa de crédito. Todos os dados que você repassa são checados, inclusive questões referentes à renda.

Essas inconsistências dão à instituição financeira o direito de negar a sua solicitação, por uma questão de segurança. Será que você realmente terá capacidade de arcar com a dívida se possui renda inferior à que apresentou? Seria você uma pessoa confiável se dados simples, como endereço e telefone, não batem com os cadastrados nos órgãos de proteção ao crédito?

O ideal é que você mantenha tudo sempre atualizado, principalmente endereço e telefone. Se o banco solicitar renda, apresente apenas a sua, mesmo que seus familiares te ajudem, de alguma forma, no pagamento de contas.

Histórico e capacidade de pagamento

 

Os bancos levam em conta a sua capacidade de pagamento e conseguem ter essa análise através dos órgãos de proteção ao crédito
Fonte da imagem: Freepik.

O seu comportamento em relação às dívidas é observado pelas instituições financeiras. Quem paga contas sempre em dia tem mais chances de conseguir empréstimos e obtém taxas menores nos juros.

Já aqueles que sempre atrasam ou deixam contas sem pagar não são vistos com bons olhos e podem receber um “não” ao solicitar crédito.

Cuide para manter suas contas pagas sempre no vencimento e quite todas as dívidas. Aconteceu alguma mudança brusca no orçamento? Negocie prazos e valores, em vez de deixar de pagar.

E quanto à capacidade de pagamento? Você pode estar com tudo em dia e não possuir dívidas e, ainda assim, ter seu pedido de crédito negado. Nesse caso, a recusa pode estar relacionada ao valor solicitado que, após análise, a instituição financeira tenha percebido não caber no seu orçamento.

As parcelas do empréstimo nunca devem comprometer mais de 30% da sua renda mensal. Se isso aconteceu durante a análise do pedido, é normal que não seja aprovado.

Isso significa dizer que quanto melhor seu histórico e capacidade de pagamento, maiores as chances de conseguir aprovação de empréstimos e financiamentos.

Score de crédito ou Pontuação de Crédito

Score de crédito é uma pontuação que os bancos atribuem a cada pessoa que possui um CPF ativo, tem renda própria e possui algum serviço, como cartões de crédito. É observado se você honra suas dívidas e as paga em dia e atribui-se um valor, que leva em conta também a sua idade.

Quem tem notas mais baixas está com a renda mais comprometida e pode ser visto como um mau pagador, ou alguém que não teria condições financeiras de arcar com as despesas de um empréstimo.

Já aqueles que possuem pontuação maior não têm tantas dívidas comprometendo sua renda e, por isso, conseguem mais facilmente aprovação para cartões, empréstimos e financiamentos.

A Rebel, fintech de empréstimo online, por exemplo, conta com um sistema de cálculo próprio de score de crédito Credidata que pode ajudar você a compreender como está sua situação financeira – e o que precisa melhorar para não ter seu pedido de crédito negado novamente. Acesse www.credidata.com.br e faça o seu cadastro, é gratuito.

Situação do país

A situação econômica do país vai interferir na decisão de bancos e financeiras quanto à concessão de empréstimos. Se houve aumento dos índices de inadimplência e desemprego ou a economia se encontra em um período de recessão, é natural que diminuam as aprovações de crédito para qualquer pessoa.

É uma forma de evitar não receber o pagamento e as instituições financeiras sempre analisam a situação do país antes de conceder um empréstimo.

Política Interna

A política interna varia de banco para banco e leva em conta todos os seus dados e fatores citados acima. Algumas instituições financeiras são mais exigentes e vão negar o pedido de crédito, enquanto outras vão liberar o mesmo valor solicitado.

Nessa política, é levado em conta, inclusive, o seu relacionamento com o banco. Se você nunca teve problemas com atrasos ou dívidas junto à empresa pode conseguir a liberação do empréstimo.

Agora, se você já ficou devendo uma fatura de cartão de crédito, por exemplo, mesmo que já tenha renegociado e resolvido a dívida, talvez receba um “não” da instituição financeira.

A análise de riscos varia de acordo com o banco com o qual você resolveu negociar. Então, não se surpreenda em ter o crédito negado em uma das empresas e aceito em outra.

Como você pode ver, vários são os motivos que levam a ter seu pedido de crédito negado. O ideal é verificar se o valor que você deseja emprestar cabe em seu orçamento e buscar por um banco já tendo uma ideia do máximo que pode conseguir.

Gostou de saber mais sobre esse assunto? Compartilhe o artigo em suas redes sociais e ajude seus amigos a resolverem a mesma dúvida!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *