Saiba o que é empreendedorismo corporativo

By:

O empreendedorismo no Brasil não é nenhuma novidade. Estima-se que mais de um terço da população brasileira esteja envolvida com algum tipo de atividade empresarial, gerindo a sua própria empresa. Os nichos de prestação de serviços e terceirização são os que recebem o maior número de investimentos quando o assunto é empreender. Mas o conceito de empreendedorismo corporativo ainda pode ser uma área pouco conhecida para muitas pessoas.

Mesmo em tempos de crise, muitas pessoas têm optado por investir em seu próprio negócio. Uma possível explicação para isso é que, ao tocar o seu próprio negócio, as pessoas passam a ter um maior controle sobre a vida financeira. E o que se iniciou como uma forma de ter uma renda extra, em tempos de escassez de dinheiro e incertezas, pode se tornar um negócio inovador.

O que é empreendedorismo corporativo

Para uma empresa prosperar e crescer não depende apenas do seu proprietário, mas também de todos os profissionais que ali trabalham. Conseguir identificar nichos de mercado que permitam novos investimentos, enxergar problemas antes de eles acontecerem, além de saber como e quando inovar são passos essenciais na subida dos degraus do sucesso. Quem consegue colocar isso em prática dentro de uma empresa pode ser chamado de empreendedor corporativo.

Optar por empreender em tempos de crise pode fazer a diferença para o sucesso do seu negócio.

Não necessariamente o empreendedor corporativo é o dono da empresa. Ele pode ser um colaborador com uma visão diferenciada, que quer inovar, incentiva os seus colegas a participarem ativamente da vida da empresa, entende o seu funcionamento como um todo e busca soluções diferenciadas para os desafios do dia a dia.

O empreendedorismo de uma empresa pode ser medido através da quantidade de produtos e serviços novos que ela lança ao longo de um ano. Isso demonstra que a corporação está sempre em busca de trazer soluções inovadores para os seus clientes.

Como colocá-lo em prática

Para colocar em prática o empreendedorismo dentro de uma empresa é preciso, primeiramente, rever a sua estratégia. Mudar a cultura da organização não é tarefa fácil: algumas pessoas podem ser bastante resistentes a essas mudanças, o que pode demandar grande energia dos líderes.

O ideal é que essa mudança aconteça aos poucos, e que não seja realizada apenas no papel, mas através de exemplos de qual caminho seguir – o que deve partir dos líderes da empresa. A liberdade de criação e comunicação para toda a equipe são pontos essenciais que devem ser priorizados.

Os colaboradores devem ser incentivados a conhecer o funcionamento da empresa de uma forma global. A troca de experiências entre as diferentes áreas organizacionais facilitam sua visão, como um todo, e reforça o entendimento e a importância de cada parte dentro deste todo.

Todos os colaboradores trabalham para o bem comum organizacional dentro do empreendedorismo corporativo

Uma ótima forma de incentivar essa inovação é através de investimento na formação e capacitação dos colaboradores, seja em cursos de graduação ou especialização. E o saber adquirido ainda pode ser compartilhado com os colegas, de forma a manter nivelado o grau de conhecimento entre todos os colaboradores.  Ao adquirir conhecimentos em diferentes áreas, as pessoas começam a ver situações corriqueiras com outros olhos, e a propor alternativas para a rotina.

A manutenção de um ambiente de trabalho com menos cobrança, em que cada colaborador tenha as suas responsabilidades, mas com liberdade para desenvolver o seu trabalho, faz com que a criatividade aflore. Isso permite o maior engajamento dos colaboradores em suas atividades.

Quais as vantagens do empreendedorismo corporativo?

Quando todos estão envolvidos em torno de um objetivo comum, isto é, o desenvolvimento e crescimento da empresa, automaticamente, o ambiente de trabalho fica melhor, e com ele outras vantagens vão surgindo.

Uma delas é a redução de custos. Projetos elaborados de forma empreendedora são baseados em experiências anteriores e exemplos vivenciados pela equipe, que tende a utilizar ao máximo os recursos disponíveis, evitando desperdícios.

Investir na formação e capacitação de colaboradores é um grande diferencial de empresas empreendedoras. As pessoas se sentem mais confiantes para atuar no mercado de trabalho e retribuem esse investimento de forma criativa, trazendo novas ideias para a sua rotina.

Muitas empresas que mudaram a sua postura com relação aos seus funcionários, tratando-os como reais colaboradores. Isso faz com que o funcionário se sinta parte da empresa, na qual ele pode opinar e sugerir mudanças livremente. Isso cria um sentimento de unanimidade e busca de um objetivo comum, melhorando o rendimento.

Todos esses fatores estimulam o aumento da produtividade. Os colaboradores se sentem valorizados e fazendo parte de algo maior, percebendo a sua importância dentro da organização.

Características de um empreendedor colaborativo

Algumas características estão sempre presentes quando o assunto é empreendedorismo, e talvez a principal delas seja a inovação. Isso não significa ter uma ideia nova a cada dia. Pelo contrário: significa saber ouvir, adquirir novos conhecimentos, estar aberto a novas oportunidades e experiências e saber que, às vezes, é preciso ser ousado para atingir os seus objetivos.

É importante ter uma visão sistêmica da empresa, integrando os processos internos e externos. Através desse conhecimento, é possível identificar os pontos fracos e fortes da empresa, e ainda verificar quais processos podem ser otimizados para o desenvolvimento das atividades da empresa. Pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença!

O desenvolvimento dessa visão sistêmica deve ser incentivado entre todos os colaboradores, reforçando, assim, a importância de cada um dentro da empresa e criando um senso de unidade e equipe, na qual todos buscam o melhor para a empresa.

A comunicação é um ponto crucial para qualquer empresa funcionar corretamente, mas dentro do empreendedorismo corporativo isso é ainda mais importante. A comunicação com os colaboradores deve ser sempre clara, objetiva e respeitosa. Os líderes precisam saber ouvir os seus colaboradores, deixando os canais de comunicação sempre abertos.

Saber manter o foco em tempo digitais pode ser um grande desafio, mas o empreendedor deve saber como fazer isso. Ele é pontual, se livra de pequenas distrações, é organizado, prioriza a qualidade do trabalho realizado, e não apenas a quantidade, e busca formas de se aprimorar e de implementar esses novos conhecimentos na sua rotina.

Algumas pessoas são empreendedoras natas, e já nascem sabendo mais ou menos o que fazer, sendo algo muito intuitivo. Mas o desenvolvimento e o aprimoramento dessas características podem ser adquiridos ao longo da vida profissional. Atingir maturidade profissional é, acima de tudo, observar e aprender com colegas mais experientes.

Quer compartilhar a sua experiência de empreendedorismo ou ainda tem dúvidas de como implantar o empreendedorismo dentro da sua empresa? Deixe o seu comentário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *