close

Carreira

Segurança tecnológica: saiba o motivo de ser essencial para sua empresa

outubro de 2018


timer
Tempo aproximado
de leitura:
4 min



Com a evolução da Internet das Coisas (IoT), o mundo se torna cada vez mais digital, as empresas estão em constante mudança. Então por que não investir em segurança tecnológica? Ela oferece diversas opções para que a empresa se mantenha protegida em todas áreas, seja na parte física ou de dados sensíveis.

Veja neste artigo como estas soluções tecnológicas podem ajudar a sua empresa a diminuir riscos de perdas e vazamento de dados, ou até mesmo de terem seus bens materiais roubados.

O que é a segurança tecnológica

A internet evoluiu e está cada vez mais presente  na vida das pessoas. Há muitos dispositivos conectados à rede e com soluções que trazem comodidade e facilidade para todos os usuários. As empresas estão aproveitando este cenário para inovar no mercado e oferecer produtos voltados para esse novo panorama. E muitas se preocupam com a segurança de dados e do patrimônio.

Essas preocupações não são em vão, pois o número de cybercrimes vem aumentando, ataques às redes são frequentes e há uma onda enorme de vazamentos de dados. Mas a tecnologia também dispõe de ferramentas de segurança para proteger as empresas e usuários, basta que um bom planejamento seja feito.

A segurança tecnológica pode ajudar a empresa a proteger dados importantes, controlar o fluxo de pessoas em determinadas áreas da empresa, monitorar o ambiente interno e muito mais.

Os ataques deixaram de ser somente em notebooks e desktops, pois há registros de que 58% dos ataques nos últimos tempos foram feitos em dispositivos móveis. O uso frequente de redes sociais também facilita os ataques, pois links falsos são lançados nestas redes com o objetivo de roubar dados dos usuários. Isso representa um grande risco para as empresas. Então, investir em políticas que bloqueiem o acesso a determinados sites é uma das formas de proteção.

As pessoas que se dedicam aos cybercrimes estão aperfeiçoando suas técnicas e atacam notebooks, desktops, dispositivos móveis, ou seja, qualquer objeto que esteja ligado à rede, independentemente do sistema operacional que esteja usando.

É importante ressaltar que a segurança nas empresas não envolve somente questões ligadas a software, mas o patrimônio também corre riscos de danos, e a tecnologia pode ajudar nessa proteção.

Qual a importância para a sua empresa?

Com a revolução tecnológica, os processos empresariais tornaram-se automatizados e os dados estão sendo migrados para a nuvem. O uso de papel está sendo cada vez menor, devido a políticas de desenvolvimento sustentável. Essas mudanças no cotidiano das empresas trazem muitos benefícios, como melhora de performance e redução de custos, mas, mesmo com toda a comodidade, há muita insegurança em relação à proteção.

Em função dessas preocupações, faz-se necessário o desenvolvimento de políticas de segurança nas empresas, e  a tecnologia pode ser usada para auxiliar os processos de proteção. Pode-se adotar meios de treinamento de pessoal, para evitar que dados caiam em mãos erradas. São boas práticas: orientá-los a bloquear a máquina quando se ausentar da posição de trabalho, reforçar a criação de senhas fortes, implementar regras de permissão de usuários, orientá-los a navegar pela internet de forma segura, não clicando em links duvidosos, entre outros. É importante investir no treinamento de pessoas, pois elas são responsáveis pela maioria das falhas de segurança.

Por isso, as empresas devem investir em processos, desenvolverem e implementarem protocolos que visem à proteção dos dados e do patrimônio. Dessa forma, as companhias se tornarão mais competitivas e prontas para sobreviverem em um mundo globalizado.

É importante ressaltar ainda sobre algumas formas de proteção do patrimônio auxiliadas pela tecnologia, que são de suma importância para o desenvolvimento da empresa, como sistemas de monitoramento e alarme e botão de pânico, para avisar quando houver situações de roubo e invasões nas dependências da empresa.

Já o controle biométrico pode ser utilizado para limitar o acesso de pessoas a áreas restritas. Dessa forma, evita-se que dados sigilosos vão parar em mãos erradas. A empresa pode ainda utilizar sistemas de videomonitoramento nas dependências das empresas, com imagens em tempo real.

São várias opções de segurança para o patrimônio em que se pode fazer uso da tecnologia. O rastreador para automóveis também está sendo muito utilizado no combate ao roubo de cargas, por exemplo. Assim, é possível acompanhar o percurso do veículo, a velocidade e ainda determinar o período de circulação.

O que não pode faltar na segurança de sua empresa

A utilização de biometria é um mecanismo de segurança tecnológica para o controle de acesso.

Diante de tantos riscos, veja alguns pontos importantes que não podem deixar de serem aplicados em sua empresa.

O primeiro deles é investir em uma infraestrutura robusta, para garantir um nível elevado de segurança. A arquitetura e o design da rede devem sempre visar a proteção dos dados.

Elaborar manuais para que as operações sejam realizadas de forma segura e com práticas que estabeleçam a melhor forma de agir em determinadas situações é fundamental.

É importante ainda traçar um panorama de riscos, englobando todas as áreas da empresa, e elaborar um plano de ação para mitigá-los. O uso da computação em nuvem também é de grande valia para a proteção das informações sensíveis.

Agora que você ficou sabendo um pouco mais sobre este assunto tão importante, continue acompanhando nossos posts e fique sempre bem informado quanto a questões relevantes para o mundo atual.

Caso tenha ficado alguma dúvida, ou se você tiver alguma sugestão, pode escrever nos comentários. Teremos prazer em responder!

Até mais!



Leia mais

Carreira
timer 7 min

Passo a passo para abrir o próprio negócio começando do zero

julho de 2018
Carreira
timer 7 min

11 coisas que qualquer empreendedor de sucesso deve saber

novembro de 2018
Carreira
timer 4 min

O que é renda variável e qual a diferença com renda fixa?

abril de 2018