close

Carreira

Como criar uma startup? Saiba mais sobre como montar a sua

outubro de 2018


timer
Tempo aproximado
de leitura:
8 min



O termo veio para o Brasil nos anos 90, mas atualmente muitas pessoas ainda não sabem como criar uma startup.

Há diferentes pensamentos sobre o que é uma startup, já que nem toda empresa é uma, e por isso, saber como criar uma startup é muito importante.

Resumidamente, uma startup é uma empresa nova, que tem uma possibilidade de crescimento exponencial, podendo ser repetível e escalável, porém, havendo uma grande incerteza sobre o sucesso da empresa. Muitas pessoas não sabem como criar uma startup porque acham que elas são iguais aos outros tipos de empresas, o que não é verdade.

9 passos de como criar uma startup

É normal que surjam dúvidas na hora de abrir um novo negócio, principalmente para quem não possui experiência. Por isso, ler as dicas abaixo pode ser fundamental para um bom desenvolvimento da futura empresa, e saber exatamente como criar uma startup.

A intenção dos temas tratados neste artigo é orientar e responder algumas dúvidas que aparecem diante dos empreendedores. E ainda rever alguns pensamentos que muitas pessoas têm, mas normalmente são equivocados sobre como criar uma startup.

Tão importante quanto saber como criar uma startup é possui a grande ideia.

Sua ideia

Essa é a parte mais valorizada pelos empreendedores e é o primeiro passo para iniciar essa longa jornada. A ideia é um dos pontos mais importantes do negócio, e precisa ser pensada antes mesmo de se aprender a criar uma startup.

Atualmente, com essa onda de informações ao qual estamos inseridos, a ideia, ou seja, o produto ou serviço oferecido pela startup precisa ser inovador. Aliás, essa é uma das principais características das startups, inovação. As startups trazem soluções para a vida cotidiana, de uma maneira totalmente nova e pensada fora da caixa.

Além disso, uma vez com a ideia em mente, é fundamental que ela tenha foco total. Apesar de as ideias, normalmente, sofrerem algumas alterações durante seu desenvolvimento, até a finalização do projeto, dificilmente o criador conseguirá criar um bom produto se trabalhar em duas ou três ideias diferentes, ou então, mudá-la o tempo todo.

O protótipo

Depois de ter a ideia, o criador da ideia precisa descobrir quais são as falhas do projeto, e essa é basicamente a função do protótipo. O protótipo é uma versão básica do produto, que serve para testa-lo. Assim, o desenvolvedor pode ver quais são os problemas que podem ser encontrados, antes mesmo de terminar o projeto.

Dessa maneira, não é preciso terminar todo o projeto para depois testá-lo. O protótipo, sendo fruto de pesquisas e análises preliminares já consegue responder a determinadas questões. E ainda, pode poupar tempo e dinheiro.

Valide sua hipótese

Sabendo como criar uma startup, seguindo tudo o que é recomendado, e finalizando o produto, chega a hora de realmente por tudo à prova.

Esse é um divisor de águas em qualquer empresa, pois é nesse momento que os criadores saberão se a ideia realmente é boa ou não. Chegada a hora de realmente vender a sua ideia, é preciso usar toda a capacidade de persuasão e vendas.

É nesse momento também, que acontecem as apresentações para os investidores e assim, conseguir recursos para melhorar ainda mais a ideia. É preciso saber os principais pontos fortes do produto, e apresentá-los da melhor maneira possível. Assim, aparecerá as oportunidades de crescimento e parcerias para a empresa.

Saiba realmente vender o seu produto e criar um bom marketing para ele. Essa é a hora de desenvolver o negócio e torná-lo um sucesso.

Além disso, a essa altura você já deve conhecer o mercado ao qual está se inserindo, para, assim, criar argumentos convincentes para os clientes e investidores. Mostre os seus diferenciais e porque a sua ideia é a melhor do mundo.

Além de saber como montar uma startup, ter uma equipe forte e engajada define o sucesso da empresa.

Sócios, investimentos e networking

Assim como é necessário saber como criar uma startup também é importante saber com quem iniciar o negócio, pois sem apoio, será muito mais difícil levar a ideia adiante. A escolha do sócio é vital para o bom, ou mal, funcionamento da empresa. Na hora de decidir quem será seu parceiro, atente-se para iniciar a empreitada com pessoas que realmente vão trabalhar junto com você.

Também é preciso ir atrás de investimentos, já que startups costumam exigir um valor inicial que pode ser considerado alto pelos sócios. São esses investimentos que tornam as ideias reais e as tiram do papel.

Porém, na hora de encontrar investidores, procure por aqueles que tiverem a mesma visão, valores e objetivos que você. Isso facilitará muito o andamento de todo o processo, e ajudará para que não tenham cobranças tão fortes por parte dos investidores.

Além disso, possui um bom networking também auxilia muito em todo o processo. Procure conhecer pessoas que estejam na mesma jornada, ou aquelas que já chegaram lá. Também servem como motivação, podem ajudar a encontrar parceiros.

Muitas pessoas pensam que empreender é algo para ser feito sozinho, e saber como criar uma startup é tudo, mas não é isso o que o mundo tem nos mostrado. Quando feito com bons parceiros, empreender pode ser mais fácil e produtivo, podendo chegar a um resultado ainda mais satisfatório.

Acompanhado, você chegará mais longe, afinal, melhor do que uma mente pensante é ter diversas mentes pensando na mesma solução.

Seu time e sua cultura

Complementando o item acima, montar uma boa equipe é crucial para o bom andamento da empresa. Depois de descobrir como criar uma startup, seguir todos os passos e colocar a empresa em funcionamento, é preciso montar uma boa equipe.

Toda startup, por menor que seja, demanda funcionários. Isso porque, há várias demandas na empresa, que precisam ser atendidas e supridas por profissionais específicos de cada área. Por exemplo, normalmente são necessários administradores, profissionais do marketing e pessoas responsáveis pelo desenvolvimento e produção do produto.

Desse modo, os proprietários precisam engajar os funcionários, e fazê-los se sentirem pertencentes a startup. Assim, eles apresentaram melhor rendimento e trabalharão mais motivados.

Também é importante sempre deixar claro as regras, os valores e os objetivos da empresa, para que, assim, todos possam entender o seu funcionamento e realizarem um trabalho de acordo com aquilo que a empresa é e propõe.

Saber como criar uma startup é entender que há diversos passos para a criação da empresa.

Crie um bom modelo de negócio

Criar um bom plano de negócio é um passo importante, tanto para apresentar o negócio para investidores, como para que os próprios donos conheçam realmente sua empresa. Criar um modelo de negócio é um dos principais passos para quem quer saber como criar uma startup, assim como o planejamento, que veremos no próximo item.

A criação do modelo de negócios não é esse bicho de sete cabeças como muitas pessoas pensam. É possível conseguir um bom modelo respondendo a perguntas básicas como: o quê?, como?, quando?, quanto? e para quem? Assim, você saberá exatamente como é o funcionamento da sua empresa.

Além disso, com o modelo de negócios você pode saber quanto será gasto para produzir o produto e assim, de quanto será o lucro. Ainda dá pra definir como será feita a produção e a venda do produto, além de viabilizar a definição exata de quem é o público-alvo.

Indo um pouco mais longe, dá para definir a persona consumidora do produto. Com esse dado é possível direcionar as atualizações e aprimoramentos do produto, sendo especificas para a persona, além de melhorar e enriquecer as ações de marketing.

Planejamento

Esse passo não serve apenas para saber como criar uma startup, mas sim, para fundar e desenvolver qualquer empresa. Ter um planejamento consistente e realista é fundamental para o desenvolvimento da empresa, afinal, para caminhar é preciso saber onde se quer ir.

Nos primeiros dias da startup, saiba exatamente qual é o seu objetivo para curto, médio, e longo prazo, para, assim, trabalhar de acordo com isso. Essa informação não auxiliará apenas no desenvolvimento do trabalho, mas também na tomada de decisões e no crescimento da empresa.

Crie um planejamento que seja possível, mas que não seja fácil. Ao mesmo tempo, ele precisa ser objetivo. Se o seu planejamento requer explicações secundárias, então ele não é um bom planejamento. Tenha os pés no chão, mas não tenha medo de avançar.

Estude a sua empresa, descubra do que realmente ela é capaz no período de tempo estipulado e trabalhe para isso. O tempo do planejamento depende muito do nicho da empresa, mas como dito anteriormente, precisa ser em períodos diferentes.

Além disso, o planejamento precisa ser coerente. Ou seja, o seu planejamento para curto prazo precisa fazer sentido para o seu planejamento a longo prazo. Os planejamentos que requerem menos tempo para serem alcançados, precisam ser como pré-requisitos para o objetivo maior.

Nunca deixe de se atualizar

Assim como o mundo não para de se atualizar, você e seu produto também não podem parar no tempo. Assim como é importante saber como criar uma startup, é preciso manter-se sempre por dentro das tendências e novidades do mercado.

Assim como em qualquer outro negócio, é preciso manter-se sempre estudando. Até porque o produto poderá tornar-se obsoleto muito facilmente devido às grandes mudanças que vêm acontecendo no mundo. As novas tecnologias tornam-se ultrapassadas em um estalar de dedos.

É preciso estar sempre um passo à frente, buscando atualizar o produto para continuar conquistando os clientes e crescendo a startup. Um bom empreendedor nunca para. Por isso, é preciso estar com a cabeça aberta a novas ideias e com os olhos atentos às oportunidades.

Falamos anteriormente sobre o networking, e para essa dica ele também é superválido. Conversar com pessoas do seu meio, que sejam até mesmo de áreas distintas pode trazer novas ideias e novos olhares a respeito de algo que normalmente não é observado.

Sabendo como criar uma startup, suas chances de obter sucesso são altíssimas.

Acredite no seu sonho

Essa dica é a menos técnica e talvez uma das mais difíceis de ser cumprida: não desistir. Se você tem um sonho, e sabe que ele é possível, acredite. O caminho não será fácil, mas também não será impossível.

Se você tiver certeza do propósito daquilo que está fazendo, se identificar com aquilo e, principalmente, amar o que faz, com certeza o trabalho será bem feito e o reconhecimento virá naturalmente. E principalmente, não faça apenas por dinheiro. O dinheiro é apenas uma consequência de bons atos. Coloque o seu empenho, foco e disciplina. Mire em direção ao seu objetivo e não pare até chegar lá.

Acredite no seu potencial e no da sua ideia. Tenha convicção do que você quer e não titubeie no primeiro obstáculo. Mesmo que os nãos apareçam, há sempre uma outra chance a ser explorada e conquistada.

Agora que você sabe como criar uma startup, corra atrás do seu objetivo. Conforme falamos durante o texto, chegará uma hora em que você terá que vender a sua ideia para investidores ou clientes. Se você realmente acreditar nela, mostre para os outros, toda a inovação e brilho que você vê nela. Para convencer as pessoas, você precisa mostrar que realmente acredita naquilo, então acredite!

Nenhum grande empreendedor criou algo que não acreditava. Todos lutaram por aquilo que eles acreditavam que daria certo. Faça o mesmo, e o caminho do sucesso estará na sua frente, esperando pelo seu primeiro passo.

Então, conseguiu aprender um pouquinho mais sobre como criar uma startup? Ficou motivado a criar uma também e ir atrás do seu sonho? Se sim, compartilha com a gente a sua opinião sobre as startups e sobre abrir uma nova empresa! E se você achar que faltou alguma dica, também deixa aí nos comentários! A sua opinião pode ajudar uma outra pessoa que esteja na mesma situação que você, e pode acabar tornando-se um ótimo networking!



Leia mais

Carreira
timer 4 min

Entenda os tipos de fintechs existentes e suas finalidades

outubro de 2018
Carreira
timer 6 min

Empreendedorismo feminino: entenda sua importância e como começar

novembro de 2018
Carreira
timer 8 min

Segurança de dados: 4 dicas fundamentais para o seu negócio

outubro de 2018