close

Grana

Entenda como funciona, na prática, o limite do cartão de crédito

março de 2018


timer
Tempo aproximado
de leitura:
4 min



O cartão de crédito é um dos itens mais usados pelos brasileiros na hora das compras. Com ele, o consumidor tem um limite de crédito para fazer pagamentos e compras de bens e de serviços, inclusive de forma parcelada. Também não é preciso ter conta em banco para fazer um cartão de crédito, já que, hoje em dia, até lojas de departamento costumam oferecer cartões para seus clientes, como forma de fidelização.

O valor das compras no cartão não deve ultrapassar o limite oferecido. É importante que o consumidor leia o contrato e confira os valores de tarifas e custos de serviços antes de aderir ao cartão de crédito.

Como funciona, na prática, o limite do cartão de crédito?

Hoje em dia, você pode acompanhar o valor de limite do seu cartão por aplicativo, o que torna o processo de organização das finanças mais fácil.

O limite do cartão de crédito é o valor estipulado pela empresa do cartão para que o cliente possa gastar até o fechamento da fatura. Basicamente, é o valor total do crédito que você tem para fazer suas compras no mês, sem ter de sacar dinheiro vivo para pagar na hora.

A cada compra que o consumidor realiza, o limite diminui até chegar ao valor estipulado. Para liberar o limite total do cartão para o mês seguinte, o cliente deve pagar a fatura dentro do vencimento determinado.

Caso você não comprometa todo o limite do seu cartão de crédito, você irá notar que parte do valor ainda está disponível mesma sem a confirmação da fatura do mês anterior. Por exemplo, se o seu limite é R$1 mil, mas você só gastou R$300 durante o mês, você já terá liberado um limite de R$700 para o mês seguinte. E assim que você pagar a sua fatura atual, o limite voltará a ser de R$1mil.

Hoje em dia, é extremamente fácil controlar o limite de compras no cartão de crédito. A maioria das empresas já conta com aplicativos, acessados facilmente por dispositivos móveis (celulares e tablets), que mostram o limite disponível para compras. Também é possível ligar para a central de atendimento do cartão ou verificar o valor do limite em sua fatura.

Caso você realize muitas compras parceladas, existem duas maneiras usadas pelas empresas de cartões para definir o limite de crédito disponível. A primeira considera o valor total da compra, ou seja, se o seu limite é de R$800 e você fez uma compra parcelada em 4 vezes de R$100, o seu limite de crédito passará a ser a metade, R$400. Ao pagar cada parcela nos meses seguintes, o seu limite irá aumentar gradativamente R$100,00, e, ao final do pagamento, voltará a ser de R$800.

No segundo caso, o cartão considera o valor da parcela que será paga no mês e desconta de seu limite. Seguindo o exemplo acima, se o seu limite de crédito é de R$800 e você fez uma compra de R$400, parcelada em 4 vezes de R$100. O seu limite passa a ser de R$700 pelos próximos 4 meses, até que você pague totalmente a conta e assim possa voltar a ter o limite total de crédito disponível para compras.

Como calcular o limite do cartão?

O limite é calculado pelo banco ou empresa de cartão de crédito com base, principalmente, em sua renda mensal. Os cálculos realizados buscam definir a sua capacidade de pagamento, ou seja, o quanto você consegue pagar no mês.

A análise feita pelo banco ainda avalia se você tem o histórico de bom pagador e se há alguma restrição de crédito em seu nome, e verifica seu orçamento com um todo, para saber de suas reais possibilidades.

Como aumentar o limite do cartão?

Antes de pedir o aumento do limite do cartão de crédito, veja se, além de necessário, você irá conseguir arcar com o novo valor na hora de pagar a fatura.

Para conseguir aumentar o limite de seu cartão de crédito, você deve solicitar, ao banco ou à empresa do cartão uma nova análise de crédito. O credor avalia o pedido e o aceita de acordo com o movimento atual de seu cartão de crédito e, no caso de bancos, da movimentação geral de sua conta bancária.

Se o movimento está maior do que o esperado, a empresa de cartão está faz uma nova avaliação e libera um limite um pouco maior para que você consiga gastar mais dinheiro com seu cartão de crédito.

Em certos casos, como no início, o limite de crédito oferecido pelas empresas é pequeno, mas ele é aumentado automaticamente após alguns meses se o consumidor pagar as contas em dia.

O ideal é que antes de pedir um aumento de limite, o consumidor tenha noção se conseguirá arcar com um valor maior mensalmente. Geralmente, o recomendado é que você tenha mudado para um emprego melhor ou ganhado uma promoção no trabalho, ou ainda tenha conseguido outras fontes de renda para pedir o aumento de limite.

Por isso, aumentar o limite sem ter um aumento significativo na renda mensal é bastante perigoso e pode fazer com que sua vida financeira saia do controle. Lembre-se de que os juros do cartão de crédito estão entre os mais altos do mercado, o que pode gerar um alto endividamento, muitas vezes desnecessário.

Um limite mais baixo é o mais indicado para se encaixar sem problemas em seu orçamento, sem a necessidade de cortes em outros gastos para pagar a fatura. Além disso, em caso de roubo do cartão, o ladrão terá menos dinheiro para usar em seu nome, além de ser mais fácil bloquear o serviço.

Para ajudar os consumidores a controlarem suas contas, muitas empresas de cartões de crédito novas no mercado, como a Nubank, por exemplo, oferecem a opção de bloqueio do cartão de crédito pelo próprio aplicativo, para que os usuários tenham total controle do quanto gastam no mês, e possam se prevenir sem estourar o limite.

Por isso, antes de pedir o aumento avalie sua renda mensal e veja se é, realmente, necessário fazê-lo; caso o contrário, mantenha o limite atual.

Agora que você já sabe como funciona o limite do cartão, cuidado na hora de fazer compras. Faça contas, para ter uma boa vida financeira. Se ficou alguma dúvida, nos informe, comente! Além disso, continue acompanhando nossas publicações para saber mais sobre o universo econômico.

Até a próxima!



Leia mais

Grana
timer 4 min

Empréstimo pessoal: saiba como ter a melhor oferta mesmo na crise

agosto de 2017
Grana
timer 5 min

Empréstimo para pessoa física: qual é a melhor escolha?

janeiro de 2018
Grana
timer 5 min

Empréstimo para casamento: os grandes atrativos e por que vale a pena fazer?

março de 2018